A área de treinamento é uma das subáreas do RH que mais causa discussões e reflexões, visto a constante busca das melhores formas de treinar as equipes. Muitos gestores pensam que os treinamentos são uma enorme perda de tempo e dinheiro, mas são uma ferramenta extremamente valiosa para manter a sua equipe atualizada e capacitada, além de, em muitos casos, ser um fator decisivo para a permanência do colaborador na organização.

Nesse cenário, é possível perceber que as empresas tem aumentado o investimento em treinamentos. Um estudo feito pelo Bureau of Economic Analysis dos EUA e os dados das principais empresas de treinamento, foram gastos cerca de US$ 366 bilhões em treinamento em todo o mundo no ano de 2018, o que representa um aumento de 18% nos últimos cinco anos. Contudo, é importante analisar o engajamento desses colaboradores nos treinamentos ofertados.

O treinamento pode ser chato?

Infelizmente sim. Grande parte das empresas tendem a buscar treinamentos “prontos”, ou seja, sem promover a adaptação para a realidade da empresa e isso tende a deixar o treinamento mais maçante para os colaboradores. Esses treinamentos mais ortodoxos tendem a usar técnicas antiquadas, que não costumam promover o engajamento de quem assiste.

Assim, é importante que a empresa entenda o público ao qual será direcionado o contexto da empresa para que qualquer treinamento seja adaptado e, assim, o instrutor consiga usar técnicas mais apropriadas para transmitir a mensagem desejada. É importante que o treinamento seja produtivo, divertido e envolvente. Você pode ter que investir um pouco mais para isso, mas ainda é a melhor alternativa para capacitação das equipes e permanência de talentos na empresa.

Como levantar necessidades ocultas de treinamento de funcionários

  1. Análise das necessidades específicas
    Entenda quais são os gargalos de cada área e busque treinamentos voltados para elas. Se a área de suporte ao cliente, por exemplo, está com dificuldade na manutenção de uma boa relação com o cliente, busque nas reclamações e sugestões de melhoria ditas pelos clientes os pontos focais que os treinamentos deverão abordar.
  1. Faça uma pergunta simples
    Realize pesquisas para coletar as necessidades de treinamento de cada equipe. Dessa forma, você garante que seus colaboradores se tornem participantes ativos do treinamento e se sintam envolvidos.
  1. Envolva os funcionários com uma biblioteca eletrônica
    Os funcionários da geração Y (especialmente) geralmente estão ansiosos para colher frutos do desenvolvimento profissional. Uma alternativa para chamar atenção dessas pessoas é criar um espaço online com cursos objetivos voltados para tópicos mais genéricos, como liderança, comunicação, dentre outros.
  1. Use sua base de conhecimento para identificar as necessidades de treinamento
    Olhe para dentro, também. Busque pessoas internas que sejam capazes de ministrar treinamentos para seus colegas. Dessa forma você valoriza o conhecimento daquela pessoa e consegue, pouco a pouco, criar uma cultura de cooperação e compartilhamento de conhecimentos.
  1. Instale o compartilhamento semanal
    Crie uma cultura de compartilhamento de conteúdo perspicaz. É interessante criar um canal em que todos consigam compartilhar publicações e diversos formatos de conteúdo que poderão servir como treinamento para outras pessoas.
  1. Comece com um plano sólido
    Não adianta contratar treinamentos sem que eles sejam realmente úteis para sua organização. Faça um planejamento anual dos treinamentos para ter um direcionamento de orçamento e de temas.

Abordagens de treinamento modernas que conquistaram o público

  • História
    Uma alternativa para montar um roteiro mais dinâmico é projetar seu treinamento usando uma escolha eclética de conteúdo para absorver uma abordagem de contar histórias. Isso garantirá maior engajamento e retenção de conhecimento.
  • Módulos de micro aprendizagem
    Ajuste o foco de seus alunos criando minicursos, como tutoriais, artigos informativos, webinars, podcasts, dentre outros. As redes sociais potencializaram o uso desses canais, então é uma opção moderna de treinamento.
  • Gamificação
    Como o próprio nome já diz, envolva jogos no seu treinamento ou o transforme em um treinamento guiado através de simulações e desafios. Essa abordagem alimenta uma concorrência saudável e os colaboradores praticam exercícios práticos em um ambiente simulado como um jogo.
  • Programas certificados de alto valor
    Inclua no seu planejamento programas de treinamento técnico de ritmo rápido e acelerado para desenvolvimento web e móvel, pois garantirá sua competitividade no mercado.
  • Ferramentas tecnológicas para acompanhar o progresso
    Atualmente, as tecnologias de videoconferência e webinar simplificaram a forma como você pode ministrar treinamento. Usando o software para rastrear o progresso do treinamento, você também pode ser um profissional quando se trata de treinamento de colaboradores.


O maior investimento deve ser sempre nas pessoas!

Independente da metodologia e formato de um treinamento, ele é a ação que traz mais retorno do investimento. Não adianta querer desenvolver sua empresa se você não investe nas pessoas que trabalharão nela. É com a ajuda de bons profissionais que se torna possível o crescimento e aumento da força da marca de uma organização.

Diferentemente de uma sala de aula, o treinamento se torna uma atividade que deve se traduzir em mudanças factíveis ​​para melhorar um processo. Portanto, identificar as necessidades de treinamento dos funcionários é o caminho certo para abordar o treinamento para que seus negócios possam crescer.