A equação “dor + reflexão = progresso” é uma pedra angular da filosofia de Ray Dalio, fundador da Bridgewater e autor de Principles, um best-seller de negócios que estabelece os 210 preceitos subjacentes à cultura da Bridgewater.

Os princípios fundamentais de Dalio consistem na constatação de que sucesso e crescimento só são possíveis se você buscar a verdade sobre seus pontos fortes e fraquezas a todo custo, sendo genuinamente curioso ao invés de defensivo. Essa vulnerabilidade permite que você veja seu caráter, trabalho e relacionamento por uma lente mais objetiva e, assim, quando você se vê objetivamente, desconectando-se do seu ego, você pode tomar decisões verdadeiramente lógicas.

Seguir essa teoria parece difícil, visto que poucas empresas hoje incentivam ou até mesmo permitem a honestidade. Entretanto, isso não quer dizer que você não possa experimentar a objetividade, vulnerabilidade e a busca pelo autoconhecimento por conta própria. Dalio afirma que a chave é o estabelecimento de metas eficazes que são estabelecidas quando você entende que dor mais reflexão resultam em progresso.

Dalio afirma que os princípios nada mais são do que fórmulas para lidar com situações que acontecem com certa frequência. Eles resultam das lições que você aprende ao definir metas, tenta alcançá-las e depois reflete sobre a experiência. Se você é bem-sucedido ou não, seus princípios pessoais se cristalizam, ensinando o que fazer no futuro.

Contudo, se você não conseguir refletir honestamente e sem julgamento sobre seus sucessos e fracassos, repetirá os erros em vez de estabelecer as metas certas no futuro. Aceitar e enfrentar o fracasso também são ações importantes, porém o sujeito deve se permitir dissecar as decisões singulares que o ajudam a definir, realizar ou não atingir seus objetivos.

A maioria das pessoas reage mal à dor por ter uma reação de luta ou fuga, seja pela sensação do momento ou por remeter a alguma lembrança passada. Isso os desmotiva a encontrar maneiras de contornar barreiras, levando-os a repetir seus erros. Logo, aqueles que reagem bem à dor de enfrentar um fracasso e refletem sobre isso tendem a ficar mais fortes e progredir.