A busca pela satisfação no trabalho e de uma carreira gratificante tem se tornado o objetivo principal de muitos profissionais. Nesse cenário, vemos um movimento crescente das pessoas no sentido de encontrar seu propósito de vida e de carreira e, então, conseguir um trabalho perfeito onde consigam conciliar suas habilidades e seus valores com uma atividade que considerem mais relevante, significativa e onde sintam que seu trabalho tem valor e que este contribui para um objetivo maior.

Contudo, observamos que há, muitas vezes, uma dificuldade em reconhecer o que de fato leva a satisfação no trabalho e o que tornaria uma carreira gratificante. Fazendo com que as pessoas superestimem determinados tipos de trabalho e comecem a acreditar que só serão felizes e bem-sucedidas se conseguirem trabalhar em determinadas empresas, empreender ou exercerem determinadas funções.

Pesquisas têm demonstrado que as relações que as pessoas estabelecem dentro e fora do ambiente de trabalho tem tanta importância quanto à atividade que elas exercem para o crescimento profissional e o senso de ter uma carreira gratificante, pois, as conexões sociais desempenham um papel central na promoção do senso de propósito e bem estar no local de trabalho. Além disso, as relações e o gerenciamento eficaz do capital social afetam o resultado geral das organizações, pois facilita o aprendizado e o compartilhamento de conhecimento, aumenta a retenção e o envolvimento dos funcionários, reduz o desgaste, estimula a inovação e melhora o desempenho dos funcionários e da organização.

Dessa forma, atitudes como a priorização dos relacionamentos profissionais e pessoais, assim como o gerenciamento eficaz do tempo dentro e fora do trabalho têm sido apontados pelas pesquisas como fundamentais para a construção e a manutenção de uma carreira gratificante, para ter uma vida mais equilibrada e conseqüentemente para a o estado geral de felicidade.

Neste sentido, podemos apontar como fatores importantes para quem busca encontrar realização, propósito e ter uma carreira mais gratificante:

  • Identificar quais são seus objetivos e quais valores, capacidades e conhecimentos que você tem e quer imprimir no seu trabalho. Traçando assim, um caminho e identificando qual rede de apoio precisará para chegar ao seu objetivo final;
  • Tendo como foco o que você quer alcançar, reveja os compromissos pessoais e profissionais para o próximo mês e avalie quais atividades e interações o aproximam ou o afastam dos seus objetivos. Avalie se as situações e as pessoas compartilham dos seus valores e podem colaborar para que você veja as coisas por novos ângulos, além disso, pense se as pessoas com quem você interage no cotidiano ou pode acessar contribuem para seu propósito e te ajudam a ser mais otimista, analítico e focado. A intenção aqui é entender quais relacionamentos e interações estão te preenchendo, te motivando e se alinham com o seu propósito;
  • Ao ter clareza sobre os seus objetivos e os relacionamentos que irão te ajudar a alcançá-los, comece a analisar como você gasta seu tempo e direcione seus esforços para cultivar relacionamentos mais significativos, que lhe dê senso de propósito, minimizem os efeitos de situações desgastantes e que possam ser fonte de aprendizagem e de crescimento pessoal e profissional;
  • Invista em relacionamentos e atividades fora do trabalho. A participação em atividades e grupos significativos fora do trabalho ajudam a ampliar nossas perspectivas e contribuem para a saúde física e mental;
  • Gerencie melhor o tempo dentro e fora do ambiente de trabalho. Nem sempre é possível evitar a sobrecarga de tarefas no ambiente de trabalho, mas é necessário que o profissional identifique quais atividades drenam seu tempo, faça reuniões mais objetivas e comunique-se de forma mais eficaz, evitando discussões desnecessárias e aproveitando melhor o tempo para a realização das tarefas realmente necessárias.

Investir intencionalmente na gestão do tempo e das relações que queremos cultivar e que serão mias importantes para se ter uma vida e uma carreira mais gratificante pode parecer, a princípio, difícil. Contudo, vivemos um momento de grande abertura e liberdade para criar novas formas de viver e de se trabalhar e não podemos deixar que outras pessoas ditem nossas prioridades e preencham o nosso tempo com coisas que não nos trazem mais qualidade e satisfação com a vida. Assim, mais do que buscar o trabalho perfeito, precisamos investir em ações e relacionamentos que estejam de acordo com nossos valores, nosso propósito e que nos ajude a alcançar nossos objetivos.