A Covid-19 pegou o mundo todo de surpresa e, em virtude do avanço dos casos da doença, várias empresas se viram obrigadas a adaptar a forma de trabalho. O Home Office, prática já conhecida no mercado de trabalho, se tornou a principal escolha para as organizações conseguirem lidar de maneira mais assertiva e reduzirem a velocidade de contágio.

Chega a ser comum pensar, quando se trata de home office, que se pode trabalhar em qualquer mesa e cadeira sem certas cautelas necessárias, mas para manter – e até aumentar – a produtividade, é importante se atentar a alguns detalhes. É possível criar alguns hábitos que sejam capazes de melhorar a experiência do colaborador e, consequentemente, continuar produzindo resultados. Cabe também aos gestores se atentarem às novas maneiras de gerir remotamente as equipes e ao RH gerenciar todo o processo de forma moderna e digital.

Seja usando desktop ou notebook, é importante pensar no seu novo ambiente de trabalho, de forma a deixa-lo o mais agradável possível. Por mais que a cama seja um local bem aconchegante, não é recomendado que se trabalhe deitado ou sentado nela. Escolha um local adequado, com privacidade e sem distrações. Dê preferência para ambientes com baixa circulação de pessoas: organize uma mesa no seu quarto ou adapte um cômodo para ficar destinado a ser o seu novo escritório. Assim, você evita interrupções indesejadas. Além disso, é importante que esse ambiente tenha uma boa ventilação, para que você não sinta muito calor ou frio e consequentemente se desconcentre das demandas. É importante verificar a instalação elétrica desse ambiente, ou seja, verifique se as tomadas estão funcionando, se a luz é adequada e se precisará de algum adaptador. Deixe também facilmente disponível os itens que mais usa, como cadernos, canetas e pastas.

Após escolhido o seu novo escritório em casa, é fundamental pensar na ergonomia. Escolha uma cadeira confortável – com encosto para as cotas e preferencialmente com apoio para os braços – e certifique-se de que está ajustada para que seus pés fiquem encostados no chão. Evite cruzar as pernas e dê preferência para uma mesa ou escrivaninha que caiba suas pernas embaixo, além de ter espaço suficiente para colocar o teclado e mouse. Se você não tiver um suporte para notebook, coloque alguns livros ou algum tipo de apoio para deixa-lo alinhado à altura da sua cabeça, evitando a sobrecarga no pescoço.

Ademais, posicione seu monitor lateralmente às janelas, de forma que a luz não incida diretamente no computador e forme reflexo. A iluminação da tela também não deve estar muito alta ou muito baixa, para evitar cansaço na vista. Evite torcer o tronco ou virar muito o pescoço, então deixe sempre as coisas o mais perto possível. Os fones de ouvido são a escolha adequada para reuniões, pois assim você deixa suas mãos livres e evita que o conteúdo da ligação seja escutado por outras pessoas. Não se esqueça de alongar, então estabeleça pausas alternadas de cerca de 10 minutos para caminhar um pouco pela casa e fazer alguns alongamentos laborais simples.

O bem estar do colaborador é de extrema importância nesse momento, sendo potencializado a partir das ações:

  1. O pijama não é o melhor traje de trabalho. Esteja arrumado para o dia e para uma eventual videoconferência. Adapte esse detalhe da sua rotina como se estivesse se arrumando para ir trabalhar presencialmente.
  2. Se dê pausas breves durante o expediente, pois isso proporciona maior concentração e te deixa mais disposto para continuar trabalhando por mais tempo. Levante da mesa, caminhe pela casa, se alimente e beba água.
  3. Fazer exercícios que promovam autoconhecimento é um desafio, porém é o melhor momento para prestar atenção em como você funciona. Analise quais os horários são mais produtivos, a melhor dinâmica de trabalho, entre outros
  4. Selecionar os canais de comunicação adequados para cada ocasião, a fim de evitar gerar ruídos na comunicação. Para assuntos em que seja necessário priorizar as chamadas de vídeo e videoconferências.
  5. Estipule e siga o horário de almoço, respeitando a carga horária presencial (1 hora, por exemplo). Além disso, o horário de entrada e saída deverão ser seguidos da mesma forma que é feita presencialmente, a fim de evitar as horas extras.

As tarefas de casa também deverão entrar no planejamento geral feito. Converse com seu(a) parceiro(a), seus pais, irmãos e outras pessoas que convivam com você para que, em conjunto, estabeleçam regras para boa convivência: estipule rodízio para fazer o almoço, lavar a roupa e organizar as demais tarefas. Caso você more sozinho, promover exercícios de autoconhecimento dos seus limites e obrigações, a fim de manter tudo em dia, pode ser um bom caminho também.

 

Home office x Crianças

Com as aulas adiadas, as crianças ficam em casa durante o dia todo e com cada vez mais energia acumulada. Ter a presença dos pais, nesse cenário, estimula as crianças ainda mais, mas é preciso o planejamento de uma rotina que inclua o cuidado com as crianças para que não ocorram interferências no trabalho. Pode ser muito difícil para as crianças entenderem a gravidade da atual situação e que elas precisam ficar em casa para evitar maiores problemas para a sociedade. Para que isso não ocorra, deve-se conversar com os menores para esclarecer que, apesar de estarem em casa, vocês continuam com suas responsabilidades profissionais.

Caso sua empresa dê abertura, converse com o seu gestor para estipular pausas no meio da rotina para dar atenção aos filhos. Caso contrário, estipule horários que se assemelhem ao máximo à rotina exercida pela criança na escola. Muitas escolas estão realizando aulas online, então separe o momento para direcionar seus filhos no cumprimento das atividades encaminhadas pelas instituições. Ademais, busque selecionar atividades que demandam tempo da criança e que ela possa fazer sozinha, como jogos para colorir, filmes entre outros.

Estabeleça alguns combinados. Não volte atrás nas suas decisões, mas entenda o lado dos pequenos também. É possível também reservar algum tempo para seus filhos de forma lúdica: monte um mini escritório para eles ao seu lado, isso pode ajudar a entretê-los. Se você conta com outro adulto na casa para dividir os cuidados das crianças durante o período de trabalho remoto, crie turnos. Uma alternativa é convocar avós, tios, primos e amigos para ter encontros virtuais com as crianças para ler, brincar, cantar ou dançar juntos enquanto você trabalha.

Por fim, nos momentos em que estiver disponível para sua família, esteja 100% presente. Foque nas crianças e no que você pode fazer para esse tempo ser divertido. Eles também estão em reclusão.

 

Gestão remota

O gestor tem papel ainda mais estratégico e fundamental no cenário proporcionado pelo Corona vírus. Estabelecer o controle da equipe e mantê-la engajada é um desafio. O gestor deve manter a sua equipe bem informada e integrada, buscando agendar reuniões de follow-up com maior frequência. Detalhes sobre tarefas individuais podem ser tratadas depois e de várias maneiras, sendo algumas em vídeo, outras apenas pelo telefone ou até mesmo pelos canais de comunicação da empresa. Contudo, para não deixar a rotina muito cansativa, essas reuniões devem mudar sua periodicidade e horários. Além disso, deve se mostrar ainda mais disponível para o esclarecimento de dúvidas.