De forma geral, podemos dizer que o processo de socialização diz respeito à adaptação de um individuo a um grupo social. Este é um processo contínuo que se inicia na infância e estende-se durante toda a vida do individuo. A socialização é realizada através da comunicação e nesse processo o individuo desenvolve sua personalidade, adquire valores e hábitos do grupo e se insere na sociedade.

Nas empresas, os recém-contratados também precisam assimilar os hábitos e crenças daquele novo grupo social, sendo a socialização organizacional a forma que a empresa tem de auxiliar na adaptação do novo colaborador ao ambiente e a cultura organizacional, facilitando o processo de integração e propiciando um clima receptivo e favorável para a fase inicial do emprego.

Dessa forma, podemos definir socialização organizacional como a forma como a organização recebe os novos colaboradores e os integra à sua cultura, ao seu contexto e ao seu sistema para que eles possam comportar-se de maneira adequada às expectativas da organização.

Antes de abordamos como ocorre a socialização organizacional, primeiro vamos entender o que é a cultura organizacional.

A cultura organizacional constitui o modo institucionalizado de pensar e agir de uma organização e expressa-se pela maneira como a empresa faz negócios, como trata seus clientes e colaboradores, no grau de autonomia que proporciona aos colaboradores e na lealdade demonstrada por eles. Esta representa o universo simbólico da organização e proporciona um referencial de padrões de desempenho entre os colaboradores, influenciando a pontualidade, a produtividade e a preocupação com a qualidade e o serviço ao cliente. É construída ao longo do tempo e passa a impregnar todas as práticas, sendo aprendida, transmitida e partilhada entre os membros da organização.  Sendo que os colaboradores aprendem a cultura organizacional através de: histórias (histórias sobre o fundador da empresa, dificuldades, regras de conduta); rituais e cerimônias (eventos sociais, comemorações); símbolos materiais (arquitetura do edifício e dos escritórios, marca, logotipo, bandeira); linguagem.

A socialização organizacional representa um importante passo para envolver as pessoas com a organização e traz vantagens para a empresa, já que favorece a disseminação da cultura organizacional, promove o relacionamento interpessoal, diminui a ansiedade do novo colaborador, favorece um melhor desempenho e facilita a compreensão do novo colaborador em relação a seu papel na empresa. Facilitando assim, a integração do novo colaborador a empresa e favorecendo sua permanência.

Como aponta Chiavenato (2014), a empresa pode utilizar cinco métodos para realizar a socialização organizacional, são eles:

 

  • Processo seletivo: momento onde os candidatos começam a ter acesso a informações sobre a empresa, a como funciona a organização e como as pessoas se comportam naquele ambiente. Além disso, é durante o processo seletivo que os candidatos conhecem o futuro ambiente de trabalho, a cultura, as atividades realizadas, os desafios, as recompensas e o estilo de administração predominante naquela organização. Nesse momento, tanto a empresa avalia se o candidato tem as competências e o perfil para fazer parte desta, como o candidato avalia se a organização atende os seus anseios e está alinhada a seus valores pessoais;
  • Conteúdo do cargo: para se sentir motivado, o novo colaborador deve, no seu inicio na empresa, receber tarefas relativamente desafiadoras e, ao mesmo tempo, que estejam de acordo com sua capacidade. Isso faz com que tenham sucesso no seu inicio na empresa e ao longo do tempo, quando as tarefas forem se tornando mais complicadas e exigentes, estarão mais preparados, motivados e com expectativas positivas em relação às recompensas resultantes de seu bom desempenho;
  • Supervisor como tutor: para que o novo colaborador não se sinta perdido e pouco integrado, é importante que a empresa ofereça o acompanhamento de um supervisor ou tutor. Este será responsável por orientar e supervisionar o novo colaborador, transmitindo claramente qual tarefa e como esta deve ser realizada tecnicamente, além de negociar as metas e resultados a serem alcançados, fornecendo feedback e acompanhando o desempenho do novo colaborador.
  • Equipe de trabalho: os colegas de trabalho tem forte influência sobre as crenças e atitudes dos indivíduos a respeito da organização e podem impactar positiva ou negativamente o novo colaborador. Por isso, a empresa deve estar atenta para designar a integração do novo colaborador a uma equipe de trabalho que proporcione aceitação e provoque um impacto positivo no novo colaborador;
  • Programa de integração ou treinamento de integração: é o programa formal de treinamento que tem como função familiarizar o novo colaborador com a linguagem, os costumes internos, a estrutura, os produtos e serviços, os objetivos, a missão e a visão da organização. Normalmente, esses programas duram de 1 a 5 dias e devem, além de apresentar a empresa e a equipe de trabalho, mostrar os benefícios a que tem direito o novo contratado, assim como suas responsabilidades.