A entrevista de desligamento ainda é pouco utilizada pelas empresas. Entre as que utilizam, a prática normalmente é adotada apenas para formalização do processo, não gerando análise nem compartilhamento de dados.

Apesar de não ser uma prática comum, a entrevista de desligamento pode retroalimentar a área de Recursos Humanos – e a empresa como um todo – com informações importantíssimas para a melhoria de processos e da própria cultura organizacional. Ela deve ser adotada para casos de desligamento ativo ou passivo. Quando o processo é realizado de maneiro correta, ajuda, ainda, no estabelecimento de uma cultura de diálogo e até mesmo aumentar o grau de retenção de colaboradores, que passam a perceber que a empresa valoriza suas opiniões.

Veja mais benefícios da entrevista de desligamento:

  1. Reconhecer o estilo de liderança e as práticas adotadas pelos gestores da empresa.

A maior parte dos colaboradores que pedem demissão é motivada por questões relacionadas à liderança. A partir das respostas apresentadas na entrevista de desligamento, a área de Recursos Humanos e a Alta Direção terão informações valiosas para reconhecimento de talentos e programas de desenvolvimento de líderes, por exemplo.

Exemplos de perguntas:

– Como você avalia o relacionamento com seu gestor imediato?

– Qual sua opinião em relação ao time de gestores do seu setor?

  1. Identificar pontos de melhorias nas práticas de RH

Por exemplo, plano de sucessão, benefícios, gestão de talentos, entre outras. Podem ser diversos os motivos que impulsionam um colaborador a seguir sua carreira profissional em outra empresa. Alguns deles se relacionam diretamente com as práticas adotadas por Recursos Humanos, como falta de perspectiva de crescimento na empresa, insatisfação com o salário e benefícios, etc. A entrevista de desligamento deve contemplar questões que abordem esse tema a fim de obter um feedback para a área sobre seus processos e práticas. Por exemplo:

– Qual o motivo do desligamento?

– Você voltaria a trabalhar na empresa? Por quê?

– Você considera que a empresa dá oportunidades de crescimento? Por quê?

  1. Descobrir práticas de atração de talentos adotadas pelas empresas concorrentes.

Algumas empresas aproveitam a entrevista de desligamento para colher informações sobre pacote de benefícios e salários ofertados pela concorrência para atrair novos colaboradores. É preciso cuidado ao indagar sobre esses pontos. O colaborador precisa ter a liberdade para falar ou não sobre a proposta de seu novo contratante.

Uma pergunta como “O que motivou você na escolha da nova empresa?” possibilitar colher essas informações de forma sutil e não invasiva. Caso o colaborador se sinta à vontade, falará abertamente sobre a questão salarial.

  1. Identificar gaps em processos organizacionais.

Uma pergunta aberta, como, por exemplo, “O que você mudaria na empresa?”, possibilita que o colaborador fale sobre pontos críticos e suas ideias de melhoria, abrangendo a empresa e suas áreas de uma forma mais holística.

  1. Reconhecer a percepção do colaborador

Estas informações podem ajudar a empresa a melhorar o ambiente de trabalho com informações sobre a cultura organizacional, comunicação, relacionamento entre pares e equipes de trabalho.

Exemplos de perguntas:

– Como você se sentia em relação à sua atividade?

– Como era o clima na sua equipe de trabalho?

– Qual sua opinião em relação à cultura organizacional?

– Como você avalia a estrutura física de trabalho (equipamentos, climatização, recursos tecnológicos, etc.)?

Para colher informações honestas que sejam úteis à melhoria de processos, a entrevista de desligamento pode ser realizada entre o comunicado de desligamento e o desligamento em si, evitando deixar para a última semana, quando o colaborador provavelmente estará menos envolvido com a empresa. Algumas empresas, inclusive, adotam a prática de realizar a entrevista de 1 a 3 meses após a saída do colaborador.

O principal ponto de atenção é cuidar para que o profissional se sinta à vontade ao responder as perguntas. É um momento de ouvir mais do que falar.

Ao realizar de forma correta a entrevista de desligamento, a empresa tem uma grande oportunidade de colher informações que poderão contribuir muito com a melhoria dos processos de trabalho, tornando-a mais competitiva.