As soft skills são uma parte essencial de qualquer carreira de sucesso, traduzindo ao pé da letra são chamadas de “habilidades suaves”, mas na verdade se refere a habilidades que se resumem à sua inteligência emocional, capacidade de entender e trabalhar com as pessoas ao redor, fazendo o funcionário ser um membro da equipe que agrega valor à empresa não apenas pelos conhecimentos exigidos para o cargo.

Obviamente, que as soft skills não excluem a necessidade de o profissional obter um amplo conhecimento sobre sua área de atuação, porém aliando as duas habilidades, formam profissionais que se destacam por possuírem características que são essenciais para o ambiente de trabalho.

Sendo assim, é mais do que necessário que as empresas apliquem os seus esforços para que seus colaboradores possam desenvolver a soft skills.

Alguns exemplos de soft skills incluem inteligência emocional, pensamento analítico, comunicação verbal e liderança. Uma das razões pelas quais as soft skills são tão reverenciadas é que elas ajudam a facilitar as conexões humanas. Elas são fundamentais para construir relacionamentos e criar mais oportunidades de progresso.

Basicamente, o profissional pode ser o melhor naquilo que faz, mas se as suas habilidades emocionais não forem trabalhadas e estimuladas de forma eficaz, ele estará limitando suas chances de sucesso na carreira.

 

Benefícios das soft skills nas empresas

As soft skills estão relacionadas a compreensão de suas emoções e as daqueles ao seu redor. Embora possa vir a ser uma segunda natureza para algumas pessoas, para outras, muitas vezes há uma dificuldade inata em realmente reconhecer como você se sente e como os membros de sua equipe se sentem.

Pessoas que podem reconhecer imediatamente suas emoções e as causas de suas emoções podem entender melhor as situações de forma mais clara e, se conseguem identificar as emoções daqueles que os rodeiam, podem ter empatia, simpatizar e agir de uma maneira que seja menos destrutiva ou prejudicial.

Muitos líderes apesar de todos os conhecimentos que possuem não sabem lidar com sua equipe de modo que seus atos acabam causando desconforto no ambiente de trabalho, o que faz com que alguns funcionários até tomem a decisão de se desligar da empresa, este é um exemplo claro de como as soft skills são fundamentais.

Quem a possui consegue ter a capacidade de falar com os funcionários de forma que os motive, mas também conscientize da necessidade de atingir as metas de uma maneira que todos se sintam engajados.

O desenvolvimento de habilidades sociais no local de trabalho não é uma questão simples, mas existem alguns métodos que vão ajudar a implantá-las na empresa. Veja a seguir!

 

Estimule a mudança

Os funcionários precisam inicialmente entender a importância de se usar a inteligência emocional, neste caso, desenvolver as soft skills como um processo de habilidades essenciais para a carreira.

Desse modo, a empresa pode apresentar através de treinamentos ou palestras a necessidade de o profissional possuir essas habilidades, pois saber trabalhar em equipe e lidar com os colegas de trabalho com respeito, empatia e colaboração é fundamental para que todos realizem suas funções mais felizes.

Portanto, a empresa deve estimular em seus colaboradores o desejo de obter as soft skills.

 

Crie uma cultura sólida

Através da cultura inserida em cada organização é possível desenvolver as habilidades com mais eficácia, por isso, a cultura da empresa deve também estar voltada para que seus funcionários possam trabalhar a sua emoção de forma que consigam ter um ótimo relacionamento no ambiente de trabalho sabendo administrar ideias e mudanças, evitando conflitos e divergências de opinião.

É importante que a cultura da empresa valorize a união, reflexão das atitudes em grupo, respeito e empatia.

 

Comunicação

Uma das formas de desenvolver soft skills é com a comunicação. É preciso conversar com a equipe sobre os pontos que precisam ser aprimorados. Essa comunicação pode ser realizada através de feedbacks que façam com que os colaboradores percebam que precisam ser mais colaborativos, participativos e flexíveis no ambiente de trabalho.

No entanto, essa comunicação deve ser como uma alerta positivo, levando a reflexão, eliminando a sensação de que o funcionário não é qualificado por não possuir uma das habilidades, mas que na verdade ele precisa trabalhar essa deficiência para aprimorar e evoluir em sua carreira.

O feedback deve estimular e mostrar o quanto são bons profissionais, mas que podem se tornar excelentes através do desenvolvimento da soft skills.