O termo “Team Building” tornou-se uma palavra-chave nos últimos anos, e tem muitas conotações, bem como a importância para o desenvolvimento corporativo. Para saber mais, acompanhe o artigo.

 

O que é Team Building?

Em termos de desenvolvimento corporativo, os exercícios de Team Building – que em português quer dizer “construção de equipe” – são importantes não para a experiência imediata das atividades realizadas por uma equipe, mas também para as habilidades de grupo, comunicação e vínculo que resultam.

Isso acontece porque, para serem mais eficazes, as pessoas precisam trabalhar juntas em direção a um objetivo comum de forma coordenada e cooperativa.

Portanto, o Team Building é um processo sistemático projetado para melhorar as relações de trabalho em equipe, como a resolução de problemas, a tomada de decisões e a resolução de conflitos que permitem ao grupo superar qualquer barreira de bloqueio de objetivos.

O Team Building é uma experiência de aprendizado de alto impacto, pois fornece experiências realistas que capacitam os indivíduos a contribuírem para objetivos comuns.

O sucesso da maioria das organizações depende da capacidade dos indivíduos em realmente construir equipes efetivas.  Logo, os principais objetivos da Team Building são melhorar a produtividade e a motivação.

A ideia surgiu em meados das décadas de 20 e 30, em Chicago, nos Estados Unidos, onde pesquisam foram realizadas para analisar a condições de ambiente de trabalho versus produtividade. Ao final, percebeu-se que quanto mais o sentimento de equipe e de cultura de trabalho, maior era o desempenho da empresa. Com isso, manter uma equipe motivada e unida passou a ter muito mais importância.

Há vários formatos e aplicações de Team Building. Mas no geral tratam-se de atividades lúdicas, desafiadoras e descontraídas, em um local diferente daquele em que se labora, a fim de realizar o pleno desenvolvimento do espírito de equipe.

Assim, tirar os funcionários de suas mesas e cadeiras ajuda-os a quebrarem barreiras sociais e pessoais, eliminarem distrações e se divertirem, sem contar os diversos benefícios do Team Building para as empresas.

Quais as vantagens do Team Building para a sua empresa?

Os benefícios do Team Building são tão importantes que muitas corporações incorporaram estratégias de treinamento em seu currículo de treinamento padrão.

Alguns desses benefícios incluem:

  • Melhora a moral e habilidades de liderança
  • Encontra as barreiras que frustram a criatividade
  • Define claramente objetivos da empresa
  • Melhora processos e procedimentos
  • Melhora a produtividade organizacional
  • Identifica os pontos fortes e fracos de uma equipe
  • Melhora a capacidade de resolução de problemas

E nos meandros do mundo corporativo, onde muitas vezes há desgaste, especialmente em relação à manutenção de pessoal qualificado, há boas razões para que as empresas planejem programas de treinamento.

As atividades inclusas nesses programas são projetadas para motivar as pessoas a agruparem seus talentos e a extraírem o melhor deles, seja de modo individual ou como equipe.

Para que os eventos de construção de equipe sejam bem-sucedidos e memoráveis é preciso pensar em algo que fuja totalmente da rotina de um escritório, promovendo um ambiente diferenciado que possa proporcionar uma experiência única na equipe.

As atividades dever abordar em sua essência lições de liderança e aprendizado em equipe. Passar o tempo juntos, compartilhar uma experiência ou trabalhar em direção a um objetivo comum permite que o vínculo ocorra de forma mais orgânica e muito mais eficaz.

Isso porque os membros da equipe descobrem que a diversidade é o maior trunfo, além de que confiança, cooperação e comunicação eficaz são a chave para o sucesso de um grupo unido. As atividades estruturadas não só incentivam o desenvolvimento individual, mas unem todos os membros para uma causa comum.

Outras razões pelas quais o Team Building é tão importante:

  • A maioria das organizações é tão complexa que precisa agir em equipes para que tenham sucesso.
  • Todos precisam estar trabalhando em direção a objetivos comuns, os quais precisam ser alcançáveis ​​e claramente comunicados.

Desse modo, os programas de criação de equipes oferecem experiências otimistas e poderosas, permitindo que as empresas passem a competir efetivamente, permitindo que funcionários em todos os níveis corporativos funcionem como verdadeiros membros de um grupo.