A preparação para uma sucessão gerencial é uma importante estratégia de negócios, entretanto quais são as habilidades que já demonstram os potenciais sucessores dos demais?

Na importante missão da área de Recursos Humanos em elaborar e desenvolver um mapa de carreira eficaz, com a inclusão do programa de sucessão gerencial, está a preparação emocional para passar o bastão.

Este tópico, muito discutido pelos gestores é fator essencial na estratégia de negócios das empresas familiares.

Nestes programas, o uso de ferramentas que otimizam este trabalho, como um software de gestão de pessoas é realmente muito importante e visto como um diferencial. Entretanto, ele por si só não é a garantia de bons resultados. É preciso implantar paralelamente a cultura de sucessão na empresa.

Neste sentido, para auxiliar os gestores de RH imbuídos nestes programas, elencamos o resultado de uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas em 2012 sobre talentos e sucessão, que mostra quais são as características que distinguem os potenciais sucessores dos demais profissionais.

  • Capacidade de executar planos e de obter bons resultados = 97%
  • Alta capacidade de aprender e de desenvolver novas habilidades = 93%
  • Atitude construtiva frente a problemas e novas situações = 93%
  • Busca constante por informação e conhecimento = 93%
  • Habilidade e rapidez na tomada de decisões = 93%
  • Facilidade em alinhar seu trabalho aos objetivos da empresa = 92%
  • Desejo de enfrentar novos desafios  = 91%
  • Capacidade de lidar com o risco de forma positiva  = 91%
  • Dinamismo = 91%
  • Capacidade de estabelecer prioridades = 91%
  • Habilidade de influenciar e motivar pessoas  = 91%
  • Habilidade de negociação = 91%
  • Habilidade de se relacionar bem com diversos níveis hierárquicos = 91%
  • Criatividade = 89%
  • Atitude empreendedora = 88%
  • Inteligência = 88%
  • Vontade de difundir o conhecimento  = 81%