Com o avanço da tecnologia, a área de Recursos Humanos das empresas tem se rendido às inovações, que se dão na utilização de ferramentas que podem aperfeiçoar os resultados das atividades diárias, inclusive em procedimentos de seleção e recrutamento. Assim, a realização dos processos seletivos a distância é a nova forma de contratar um candidato.

Antigamente, as vagas eram divulgadas em jornais e os currículos entregues em papéis nas portarias das empresas, no qual eram submetidos a uma triagem e, só assim convocados para os processos de seleção.

Porém, com a chegada da Internet, os candidatos passaram ter acesso às vagas pelo computador e as empresas ganharam agilidade nos métodos, já que, todo o seu processo seletivo pode ser realizado através de e-mail, testes online e entrevistas via Skype, por exemplo. As redes sociais voltadas ao universo corporativo são outra forma de selecionar o possível aspirante à vaga.

Entenda quais as vantagens e desvantagens do recrutamento e seleção à distância

Mas, afinal, este novo recurso é válido para todos os níveis de contratação e pode ser aplicado em todas as empresas?

Há quem defenda que, a melhor forma de entrevistar um candidato, ainda é através do método antigo, que consiste no bate-papo pessoalmente, já que ali é possível identificar traços da personalidade, além da checagem das informações colocadas no currículo.

Para alguns cargos, mesmo que a triagem seja realizada através de ferramentas da Internet, faz-se obrigatório, e parte do processo, a entrevista pessoal. Alguns sites de recrutamento contam com funcionalidades que avaliam os candidatos em conhecimentos específicos: idiomas e raciocínio lógico são algumas das provas que podem ser aplicadas online. Esta prática agiliza o processo, pois, na reta final do recrutamento e seleção, só serão convocados aqueles que realmente se encaixam ao perfil da vaga.

As plataformas online de recrutamento e seleção já fazem uso do recurso à distância. Por isso, os sites já possuem a funcionalidade de envio do currículo e, isto é um ponto positivo, pois evita que a empresa receba a mesma informação em duplicidade. Entretanto, há plataformas eficazes e completas destinadas para a realização de recrutamento a distância que podem ser implantadas no sistema da empresa, com elas se torna muito mais fácil fazer a divulgação, triagem e entrevista.

Outro benefício se dá na redução de custos por parte do candidato, pois não é necessária a impressão do currículo, envelopes e a entrega física nas empresas, além de não ter que gastar com o deslocamento até a empresa, pois será necessário apenas o uso do Wi-Fi e um computador. A empresa também ganha muito com este recurso, pois não terá que se preocupar com o gasto em aluguel de salas e com a logística para preparar um espaço dentro da própria organização.

É uma forma também de diminuir o nervosismo por parte de alguns entrevistados, o que pode colaborar para um melhor desempenho, além de eliminar problemas de atrasos ocasionados pelo trânsito e dá a oportunidade para profissionais de regiões mais distantes.

O processo seletivo quando realizado dentro da empresa também se torna uma forma de aproximar o candidato da organização, pois o profissional do RH pode apresentar cada setor e conversar com mais naturalidade com o candidato à vaga.

Em certos casos, este novo modelo de recrutamento e seleção pode ser usado como uma prévia para conhecer um pouco o candidato, desta forma já será possível avaliar se ele estará apto para a próxima fase.  Essa ferramenta não exclui a necessidade de uma conversa pessoal. Será essencial outro encontro para verificar o conhecimento técnico e a postura do candidato.

Ao utilizar este recurso é preciso fazer um planejamento antes de conversar com o candidato. O ideal é definir previamente perguntas bem aprofundadas para extrair o máximo de informações.

A tecnologia sempre revoluciona a maneira de realizar diversos processos dentro da organização, mas mesmo que o recurso de processos seletivos a distância seja muito eficaz e traga diversas vantagens, o profissional do RH deve analisar se o perfil de profissionais que devem fazer parte da equipe da empresa se encaixa neste modo de recrutamento e seleção, já que, entre as desvantagens está que o candidato ao não se dirigir até a organização não conhecerá de fato a dimensão dos processos e atividades que a empresa executa. Avalie se a ferramenta, de fato, será útil para agregar com as necessidades da empresa.

Leia também:

Recrutamento e Seleção: Interno ou Externo? Qual a melhor opção?

Por que (e como) investir na atração de talentos com mais de 50 anos?

Desafios e oportunidades na inclusão da pessoa com deficiência

4 Vantagens de contratar estagiários para sua empresa

Como usar gamification para recrutar funcionários talentosos