O Cargo de Executivo-Chefe tem estado em evidencia e possibilita várias formas de atuação para o profissional

A sigla CEO significa Chief Executive Officer (executivo-chefe, em português). Este é o mais alto cargo a ser ocupado por um executivo de uma companhia. Ele é o responsável pelo gerenciamento de toda a organização.

Além de tomar as decisões finais, ele é quem lidera as discussões, aplica novas formas de pensar e é o principal comunicador de uma empresa. Dentro de suas funções também está manter uma relação com a imprensa e com tudo que envolva a organização.

Apesar do CEO ter grande influência no ambiente de trabalho, ele compartilha suas decisões e ações para o conjunto de diretores da companhia, reportando-se aos acionistas da empresa. Geralmente, o CEO trabalha diretamente com alguns subordinados:

  • CBDO (executivo-chefe de desenvolvimento de negócios) – Pode ser tanto o diretor geral quanto o presidente da empresa, é o cargo que está no topo da hierarquia operacional.
  • CFO (executivo-chefe de finanças) – É o profissional que comanda a administração e planejamento financeiro da empresa.
  • COO (executivo-chefe de operações) – Costuma ser o braço direito do CEO e responsável por cuidar de perto do negócio da empresa.
  • CMO (executivo-chefe de marketing) – Comanda e administra todas as ações de Marketing da companhia.
  • CIO (executivo-chefe de informação) – Diretor de Tecnologia da Informação responsável por toda a informática de uma empresa.
  • CCO (executivo-chefe de comunicação) – É o líder de comunicação corporativa e responsável pelas relações da empresa com a imprensa, os clientes e a comunidade.
  • CHRO (executivo-chefe de recursos humanos) – É o profissional que dirige as ações voltadas à gestão de pessoas e, muitas vezes, à comunicação interna da corporação.

Perfis de um CEO

Uma pesquisa feita pela Hogan Assessments, na Nova Zelândia, apontou algumas características de um CEO e como elas os diferencia de um profissional abaixo de sua hierarquia corporativa:

Alfas

Distinguidos por um nível de energia substancial, os CEOs “Alfas” são ambiciosos e mais dinâmicos. Valorizam muito os resultados, status, hierarquia e executam atividades comerciais de base na companhia. Também são dotados de muita criatividade e voltados ao risco. Essas características fazem com que sejam pessoas de fácil acesso, inspiradores e hábeis na formação de alianças. Ele possui características clássicas de um líder.

Cérebros

Com uma inteligência acima da média, os CEOs “Cérebros” têm como principal característica o racional e são especialistas em sua área de atuação. Foi a esperteza que os levaram a esta posição na empresa.

Por serem mais discretos e comportados, são menos interessados em poder e status que os “Alfas”. Este perfil de CEO é atraído por questões técnicas e comerciais. Análise e foco são traços marcantes em suas ações e são vistos por seus subordinados como líderes tecnocratas.

Pragmáticos

Os CEOs “Pragmáticos” habitualmente são muito práticos e têm o olhar bastante realista. São menos sociáveis que os outros perfis e podem ser até um pouco duros. Preferem não tomar nenhuma decisão a se arriscarem em algum caminho incerto ou agirem de forma precipitada. Por serem mais reservados e menos suscetíveis aos sentimentos das outras pessoas, podem ser considerados como pessoas difíceis.

Pontos negativos no perfil dos CEOs

A pesquisa também mostra dois fatores que podem prejudicar a carreira e o desempenho desses profissionais:

Arrogantes

Chamados de “líderes natos”, esses profissionais ao mesmo tempo em que despõem de um grande carisma, também se destacam pela arrogância. O CEO arrogante tem muita energia para o trabalho, mas em situações em que se sente ameaçado, revela seu outro lado, onde espera admiração e sucesso em tudo o que executam. Quando não atinge o esperado sofre uma explosão narcisista. A autoconfiança em demasia leva essas pessoas a dificuldade de aceitação de seus erros e fracassos, dificultando o aprendizado.

Melodramáticos

Especialistas em chamar a atenção sobre si mesmos, são excelentes quando expostos intensamente a exposição pública e com talento para dramaturgia aplicada. Mas esse perfil é um péssimo ouvinte, naturalmente impulsivos e imprevisíveis. Como gestores acabam não dando espaço para outras pessoas de sua equipe se destacarem, já que os holofotes só podem ter foco para ele e sua grandiosidade.

Alguns CEOs de sucesso

MARK ZUCKERBERG – Facebook

Mark Elliot Zuckerberg é o CEO do Facebook – atualmente é o executivo-chefe em mais evidência no mundo. Cofundador da rede social e CEO da companhia desde 2004, em 2010, ele possuía 24% das ações do Facebook.

Dentro da organização, Zuckerberg é responsável pelas funções executivas e pela relação entre o Facebook e a imprensa. É ele quem também anuncia novos produtos, novos serviços e lidera conferências da rede social. Mas, não é conhecido por sua habilidade de comunicação com a mídia, já que se mostra envergonhado em entrevistas públicas.

Steve Jobs – Apple

Falecido em 2011, Steve Jobs, cofundador da Apple foi durante muito tempo, CEO da companhia e ajudou a moldar a figura do Chief Executive Officer das modernas empresas de tecnologia. Diferente da imagem mais séria e sisuda de CEOs tradicionais, como Lee Kun-hee (Samsung), Jobs construiu a figura do CEO simpático, descolado e informal, preocupado em ser criativo e menos burocraticamente ligado aos negócios.

TIM COOK – Apple

Ainda com Steve Jobs em vida, Cook ocupava o posto de executivo-chefe de operações da Apple. Ele era o responsável pelas vendas e operações da companhia em todo o planeta.

Atualmente, como CEO da Apple, ele gere as conferências para anúncios de novos produtos e tem como grande desafio associar a imagem da companhia à dele. Cook também exerce um papel estratégico nas relações de desenvolvimento de novas tecnologias e também mantem um bom relacionamento com fornecedores e mercados vendedores dos produtos na empresa.

LARRY PAGE – Google

CEO da maior companhia de buscas online do mundo, Larry Page é um dos fundadores da empresa, mas permitiu que, por muitos anos, Eric Schmidt ocupasse este cargo.

Page reassumiu como CEO do Google, no primeiro semestre de 2011, com o objetivo de tornar a companhia mais assertiva e com um maior foco social, visivelmente depois da criação da rede social Google+.

STEVE BALLMER – Microsoft

Liderando frequentemente as conferências da companhia para lançamentos de novos produtos e de atualizações de serviços já existentes, Steve Ballmer é o CEO da empresa fundada por Bill Gates, a Microsoft.

Ballmer trabalha na Microsoft desde sua graduação na Universidade de Standford, em 1980. Bill Gates o contratou a princípio como gerente de negócios. Ballmer é conhecido por ser muito efusivo, falante e simpático durante as apresentações da Microsoft.

MARISSA MAYER – Yahoo!

Marissa Mayer é a primeira engenheira mulher contratada pelo Google. Ela era a funcionária de número 20 da empresa, mas deixou a gigante das buscas em 2012 para assumir o desafio de tentar reerguer o Yahoo!, companhia pioneira da internet que vinha perdendo cada vez mais espaço.

Mayer é a terceira presidente-executiva do Yahoo! em um período de um ano, ela abriu mão de sua licença-maternidade, proibiu que os funcionários da companhia trabalhassem de casa e comandou importantes aquisições, como o aplicativo agregador de notícias Summly e a plataforma de blogs Tumblr.

OH-HYUN KWON – Samsung

CEO da Samsung desde 2012, Oh-Hyun Kwon começou a sua trajetória na companhia sul-coreana em 1985. Ele era supervisor do setor de chips e telas da companhia antes de assumir o cargo e mantem a função mesmo estando no mais alto posto da companhia.

Oh-Hyun Kwon é engenheiro elétrico formado na Seoul National University e com uma especialização na americana Stanford. Ele é apontado como um dos grandes responsáveis por colocar a Samsung na liderança absoluta no mercado de cartões de memória.

KEVIN SYSTROM – Instagram

Comprada recentemente pelo Facebook, a rede social Instagram tem como cofundador e CEO Kevin Systrom. Ele faz parte da nova geração de CEOs, mais despojados, comunicativos, que relacionam a imagem mais à ideia de criatividade do que de negócios. A natureza do trabalho dele evidencia também o tipo de companhia que o Instagram é, totalmente oposta a Samsung com Lee Kun-hee, por exemplo.


DICK COSTOLO – Twitter

Após a saída de Evan Williams, em outubro de 2010, Dick Costolo é o atual CEO do Twitter, o maior serviço de microblog do mundo.  Anteriormente, Costolo era executivo-chefe de operações da companhia.

Diferentemente de Ellison e Kun-hee, Costolo faz parte do time de Mark Zuckerberg, Kevin Systrom e Tim Cook, que assim como os colegas, tomam a frente da companhia sempre que necessário para dar uma entrevista ou falar em nome da empresa.

BEM SILBERMANN – Pinterest

Silbermann é o CEO e cofundador da rede social baseada em imagens, Pinterest, que se tornou febre mundial nos últimos meses.

Ele é o tipo de CEO que também relaciona sua imagem mais a ideias criativas do que a negócios. É ele quem participa de eventos e de aparições na imprensa. Em entrevista ao site Business Insider, revelou que, quando criança colecionava insetos e selos e para ele o Pinterest possibilita que as pessoas façam isso da mesma maneira, criem suas coleções, mas em um universo digital.

VIRGINIA ROMETTY – IBM

CEO de uma das mais tradicionais companhias de tecnologia, Virginia Rometty assumiu o cargo em janeiro de 2012, sendo a primeira mulher a exercer este cargo na empresa.

Rometty é engenheira de sistemas da IBM desde 1981 e já ocupou cargos de vice-presidente sênior e executiva de vendas, marketing e estratégia.

Leia também:

5 boas estratégias de endomarketing e comunicação

Employer branding – por que a empresa precisa olhar para sua marca empregadora?

Saiba como o design thinking pode ajudar o RH

Como preparar os futuros líderes da empresa

Líder ou Chefe: qual deles está na sua empresa?