Muitos dos trabalhos que conhecemos hoje vão desaparecer e, ao contrário, outros até então desconhecidos serão criados. Neste ambiente, estamos nos movendo para organizações 4.0. Por outro lado, as estruturas de negócios estão se transformando em estruturas mais flexíveis e independentes.

Com esse panorama, os estilos de liderança do futuro devem acompanhar e moldar as megatendências sociais de diversidade, individualização, digitalização, globalização e tecnologização, bem como as demandas dos funcionários por mais responsabilidade, liberdade de decisão, segurança, flexibilidade e integração na empresa.

 

Liderança 4.0

A transformação digital está causando uma ruptura nos modelos de negócios tradicionais e nas estratégias de mudança, deixando para trás a maioria das empresas que resistem à mudança e clientes cada vez mais exigentes e informados. Essas empresas precisam de uma cultura organizacional que abrace a tecnologia e mude do zero. Tudo isso é conseguido com uma liderança 4.0 capaz de desenvolver este processo interno que leva a empresa ao sucesso.

O que é a liderança 4.0 precisamente, em contraste com os tipos de liderança convencionais? No futuro, uma organização terá que se preparar estrategicamente e operacionalmente para a mudança estrutural pendente da indústria no nível organizacional geral (macro liderança), bem como gerenciamento de pessoal e treinamento. Esta é uma mudança de paradigma na área de gestão de pessoal. No entanto, isso não pode ser feito sem considerar o gerenciamento organizacional geral com valores, cultura e estrutura, bem como as alterações do sistema da organização como um todo.

A liderança 4.0 analisa as capacidades e qualidades que serão necessárias nas fábricas de amanhã. Os líderes do futuro precisarão se adaptar a cinco mudanças ambientais:

  • Concorrência – reaja rapidamente a organizações mais rápidas, mais jovens e dinâmicas, que estão surgindo para desafiar líderes de mercado.
  • Hierarquia – liberte o processo de tomada de decisão para acelerar o ritmo das mudanças.
  • Tecnologia – aproveite os talentos dos indivíduos para maximizar os avanços tecnológicos.
  • Hiper conectividade – aproveite rapidamente as oportunidades da hiperconectividade.
  • Transparência – gerencie a mudança com uma comunicação aberta e honesta.

 

Características do líder 4.0

As características que definem esse perfil de liderança 4.0 são:

  • Menos hierarquia, mais colaboração: A liderança 4.0 deve conhecer as habilidades e competências profissionais das equipes para garantir que todas as suas habilidades sejam usadas. O sucesso, em suma, é alcançado quando todas as pessoas formam uma rede de colaboração onde elas investem seu conhecimento.
  • Transparência e conhecimento para gerar valor: O novo perfil de liderança 4.0 cria ambientes em que a troca de informações é favorecida para criar comportamentos proativos. No mundo digital, a informação não é mais um poder reservado para poucos, mas o conhecimento é distribuído para obter valor.
  • Avaliação contínua: As avaliações de desempenho evoluíram para o feedback, ou seja, a troca constante de feedback e opiniões para aprender com os erros e antecipar futuros conflitos.
  • Agilidade: A liderança 4.0 deve estar ciente de que os ciclos de produção foram encurtados para responder a uma demanda cada vez mais exigente. Portanto, tem que liderar uma estratégia e operacionalmente estar preparado para responder a qualquer desafio comercial que possa surgir.
  • Aposta pela inovação: você tem que tomar a iniciativa. Novos líderes devem buscar inovação para aprender e fomentar ambientes de trabalho flexíveis, equipes multidisciplinares e processos criativos.
  • Gerenciamento de mudanças: Na era digital, as organizações estão em constante transformação. A liderança 4.0 deve ser capaz de gerenciar as mudanças profundas a qualquer momento.
  • Conhecimento do mercado e do setor: Para antecipar qualquer desafio, não há nada mais importante do que saber permanentemente como o setor em que estamos está se movendo, quais soluções inovadoras são apresentadas e o que a concorrência está fazendo. Só então a liderança 4.0 estará pronta para qualquer desafio.

O candidato ideal para a liderança 4.0 nas formas de organização virtual é muito bem treinado tecnicamente e já lidou com sistemas complexos em teoria e prática durante seus estudos. Idealmente, ele expandirá continuamente seu conhecimento por meio de (troca de) experiência e treinamento adicional, e tem alta competência gerencial que ele não necessariamente executa diretamente, mas que pode delegar.

Um mundo de carreira mais fortemente conectado requer novas formas e qualidades de liderança. Além disso, uma nova infraestrutura será obrigatória, na qual gerentes e equipes podem atuar virtualmente. Organizações no sentido tradicional, ou seja, colaboradores que são representados fisicamente por sua presença se tornarão raros. Um entendimento e identificação compartilhados com a cultura corporativa ou um produto/projeto se tornarão ainda mais importantes. Só isso pode garantir a fidelidade dos funcionários.