Hoje, os recrutadores estão apostando em tecnologia para ajudá-los a selecionar o talento perfeito para suas organizações. De triagem baseada em inteligência artificial a entrevistas conduzidas por avaliação cognitiva, a tecnologia está mudando as tabelas quando se trata de seleção de candidatos. Na tentativa de tornar-se conhecedor de tecnologia, pode-se tender a ignorar os aspectos mais sutis da avaliação de candidatos, como o fit cultural.

 

Fit Cultural

É importante realizar interações fit cultural se você deseja contratar a longo prazo. Um ótimo candidato com as habilidades certas pode não ser capaz de alinhar seus valores com os valores organizacionais, e essa é uma receita para o desastre – há grandes chances de um desajustamento cultural sair em breve.

As empresas hoje estão atentas para não apenas construir a cultura certa, mas também mostrar elementos culturais aos possíveis candidatos. A proposta de valor do empregador de hoje tem a cultura como um componente significativo para atrair e engajar o candidato. A maioria das organizações destaca os valores organizacionais por meio de vídeos e mídias sociais, de modo a atrair candidatos que possam se relacionar com esses valores.

A comunicação da organização deve, portanto, girar em torno da cultura. Mesmo antes de um candidato ser contratado, é importante propagar a cultura da organização através de canais de comunicação apropriados. O próprio processo de contratação deve ser projetado para avaliar o alinhamento com os valores da empresa. Muitas ferramentas estão disponíveis para tornar isso uma realidade – avaliações psicométricas, sondagens de entrevistas baseadas em valores e avaliações baseadas em simulação que têm um elemento cultural entrelaçado, tudo para que o fit cultural seja realmente levado em consideração no momento da contratação.

A cultura pode ser usada como uma ferramenta eficaz para o recrutamento. Ele pode servir como um ímã para atrair as pessoas certas, reduzindo assim o número de perfis irrelevantes e incomparáveis. Isso pode ajudar a acelerar o processo de recrutamento, pois você tem menos perfis e, portanto, levaria menos tempo e esforço para fazer uma seleção de candidatos.

O ajuste cultural pode reduzir drasticamente suas saídas no primeiro ano, promovendo a retenção de funcionários.

Os novos funcionários que se alinham à cultura organizacional atuam como embaixadores da marca empregadora, defendendo as virtudes das organizações e atraindo seus amigos e familiares que carregam os mesmos valores. Assim, a triagem e a seleção por ajuste de cultura podem ter um efeito espiral positivo no recrutamento. A cultura pode, assim, servir como uma poderosa ferramenta de recrutamento e é essencial para garantir a longevidade dos funcionários em um mercado de trabalho altamente dinâmico.

 

Como otimizar o processo seletivo

O RH deve garantir que a cultura não é apenas o que é representado, mas é verdadeiramente vivida, fazendo com que o fit cultural seja real. Para isso, é importante ter o maior apoio da liderança para construir e sustentar a cultura.

Quando os funcionários em todas as hierarquias veem e experimentam os principais líderes que vivem os valores, eles certamente olham para estes valores e se esforçam para defender esses valores. O RH deve pensar além dos arranjos culturais superficiais, como bolas de pingue-pongue e áreas de diversão.

É fundamental envolver os candidatos no processo de contratação para saber como eles podem se encaixar em uma organização específica. Vários métodos de medição podem ser usados ​​para capturar melhores dados de candidatos sobre o ajuste.

Pode ser especialmente útil usar uma abordagem que apresente candidatos com os dois lados da moeda – aspectos reais da cultura da organização, bem como alguns elementos culturais que não são oferecidos.

A cultura deve estar profundamente enraizada no modo de trabalhar, todos os dias, todos os momentos. Só então o RH e os recrutadores conseguirão construir credibilidade cultural e se envolver com os principais talentos da organização.

O fit cultural é a forma com que o candidato se encaixa com as diretrizes de uma empresa, com os seus valores e metodologia de trabalho. O profissional precisa compartilhar das mesmas crenças, valores e dos comportamentos exigidos pela empresa para um bom desempenho.

Logo, essa é a real importância da realização de testes de fit cultural no processo seletivo, para que antes da contratação acontecer seja possível identificar se aquele profissional possui identificação com a empresa. Dessa forma, evita até mesmo as saídas do quadro de funcionários e redução da insatisfação com a empresa.