Analisar e avaliar são duas ações necessárias para qualquer tipo de atividade que há no nosso dia a dia e isso nos permite melhorar e dar um novo direcionamento às atividades quando necessário. Com os processos de treinamento EAD não é diferente: os sistemas de gestão da aprendizagem (LMS, sigla de Learning Management System, ou ainda plataformas e-learning) fornecem dados muito importantes para a otimização de capacitações e treinamentos da organização e é preciso saber analisá-los para tomar decisões mais pontuais quanto ao desenvolvimento humano e profissional dos colaboradores da empresa. É o que propõe o Learning Analytics.

O que é o Learning Analytics?

O Learning Analytics é uma tecnologia educacional que faz a coleta de dados referente aos treinamentos disponibilizados no LMS, e permite a mensuração, análise e divulgação de informações sobre como os alunos se comportam nos ambientes virtuais de aprendizagem – AVAs.

Desta forma, com estas informações em mãos, é possível redirecionar os processos de aprendizagem de todos os usuários on-line, seja dos treinamentos síncronos ou assíncronos, de qualquer demanda educacional ou setor da empresa, de modo individualizado. Mais que oferecer treinamentos mais assertivos aos colaboradores, é possível através da análise destes dados otimizar a experiência de aprendizagem, melhorar o seu desempenho, otimizar os custos e reverter aprendizados em diferenciais táticos para a empresa.

O Learning Analytics é importante para a empresa, pois oferece aos gestores e profissionais dedicados ao processo de educação corporativa e desenvolvimento dados críticos sobre o modo como os aprendizes experimentam e se comportam nos ambientes virtuais de aprendizagem – quais são as suas dificuldades, como adquirem da melhor forma o conhecimento, como lidam com os recursos disponíveis, como é possível calibrar os recursos e ferramentas para uma melhor experiência, etc.

Learning Analytics na prática

E quanto aquele colaborador-aluno que desiste do curso on-line sem antes atingir a aprendizagem proposta no treinamento? Seria importante saber quais motivos e comportamentos do aluno desencadearam a sua desistência, assim como a quantidade de tempo empregada em cada módulo, quantas vezes volta em cada conteúdo, quais as questões com maior quantidade de erros e acertos, como os alunos interagem e colaboram com projetos comuns, quando o colaborador entra no ambiente de aprendizagem (frequência) e quanto tempo passa sem logar, quais as mídias mais utilizadas e com quais tipos de curso o colaborador mais interage – todas estas questões, e muitas outras, podem ser respondidas pelo Learning Analytics.

O Learning Analytics faz análises a partir de Big Data, recursos de bancos de dados que permitem compilar e relacionar grandes quantidades de informações, produzindo informações relevantes e fazendo previsões futuras com base nos comportamentos anteriormente estimados.

Mas os benefícios do Learning Analytics não ficam apenas no estrato da análise. A própria ferramenta oferece formas de customização de interpretação de dados e ações que tornam o LMS mais atrativo – como, por exemplo, a indicação de links que possam aprofundar a aprendizagem de um conteúdo ou outros conteúdos existentes na plataforma com mídias diferentes – afinal, pessoas são únicas e possuem modos próprios de aprender, preferindo um recurso a outro na hora de adquirir conhecimentos. A ferramenta pode ainda sugerir meios de otimizar a tutoria e a intervenção no processo de ensino-aprendizagem on-line, conforme as necessidades apresentadas.

Learning Analytics e resultados

Não basta oferecer treinamentos e conteúdos que permitam a aprendizagem do colaborador e deixá-los na plataforma à disposição. Nem basta obrigar o colaborador a realizar um treinamento que não faz sentido para ele. É preciso fazer valer o investimento, para que os cursos on-line tragam retornos, seja no aspecto do desenvolvimento humano quanto na geração de diferenciais de mercado para a organização. Para isso, é essencial mensurar os resultados da plataforma LMS para tomar decisões mais pontuais e positivas.

O aluno que é atendido quanto às suas necessidades se sentirá mais motivado a aprender e a se capacitar, evitando assim a desistência e a falta de aplicação do conhecimento aprendido. A educação a distância evoluiu muitíssimo nos últimos anos e agora oferece recursos de ponta à educação corporativa, mas o planejamento e análise dos resultados ainda podem ser um desafio para muitas empresas. O importante é reconhecer que há recursos, como o Learning Analytics, que permitem o desenvolvimento de novas estratégias educacionais e a geração de novos conhecimentos diferenciados para a empresa.

É importante ressaltar que o Learning Analytics é efetivo não apenas aos cursos 100% on-line, mas com outros tipos de treinamento, como as ações síncronas (como as chamadas “lives”) e até mesmo com a abordagem blended learning (mista, que envolve conteúdos presenciais e on-line).

Com o Learning Analytics, é possível analisar muitos aspectos do processo de aprendizagem de um grupo, economizando muito tempo e recursos, assim como se os gestores ou tutores fossem fazê-lo individualmente. O Learning Analytics coloca a educação corporativa em perspectiva e é um exemplo de inovação em prol da tomada de decisão, da diferenciação de mercado e da criação de novos conhecimentos e referenciais técnicos e humanos.

Veja também:

Para que as empresas mais estão utilizando o People Analytics?

Gamification na educação corporativa – O que esperar?

Mais com menos: como promover treinamento e desenvolvimento na crise

Estagiários em ascensão

Os 4 níveis de avaliação em treinamento

Gostou da matéria? Já conhecia os benefícios do Learning Analytics? Deixe um comentário!