Ao citarmos a inteligência artificial, as primeiras imagens que conseguimos capturar na mente são as cenas de ficções científicas, androides e robóticos. A questão não é bem essa. A inteligência artificial é uma necessidade para tornar algumas situações corriqueiras do nosso dia-a-dia muito mais fáceis, principalmente as estruturas de empresas, para uma dinâmica de eficácia e na área de RH isso já é realidade.

Modelos de inteligência artificial

Em primeira instância, temos que promover a separação da inteligência artificial em algumas tipologias diferenciadas. Ainda que a robótica esteja em análises e raramente utilizável no dia-a-dia de empresas, robôs têm sua existência marcada de modo visual. Atualmente, há a possibilidade de utilizar a inteligência artificial em RH de três formas diferenciadas:

1 – Biometria

A biometria permanece realizando a sua caminhada lenta no país, mas já está sendo usada de forma ampla em diversos setores como bancários. Os sistemas que reconhecem digitais já têm popularidade e ferramentas que conseguem reconhecer a face através da íris ou ainda por comando de voz. Esses modelos estão cada vez mais convencionais no Brasil.

É importante ressaltar que até mesmo a utilidade dos relógios-ponto está evoluída. Agora, essa funcionalidade está sendo realizada pelas próprias digitais dos empregados, que promovem a verificação da entrada e saída dos ambientes profissionais. Entretanto, ainda há uma série de burocracias a serem realizadas pelos impressos, como as notas e cupons acumulativos.

No entanto, para circunstâncias de empresas, isso tudo não tem necessidade. A razão é que a utilização da biometria facilitou a medição dos índices mais relevantes para o RH, como a frequência dos empregados, períodos de trabalho, cálculos e a média das horas-extras, e afins.  Ao passar do tempo, estes sistemas terão evolução ainda maior, com a permissão de maior controle de estatísticas e quesitos informativos, não somente na entrada e saída, mas ao longo de todo o expediente.

Em processos comerciais, o reconhecimento por meio da face está em desenvolvimento para a medição das possíveis reações de clientes e potenciais clientes. Num possível futuro, esse modelo de experimento poderá ser usado para avaliação e medição do nível de empregados satisfeitos de uma empresa, moral e ainda o nível de relação e ligação entre eles.

Os sistemas que reconhecem a voz podem também promover a detecção de problemas de relações e possíveis conflitos entre o quadro de negócios, porém, isso ainda é uma dedução.

2 – Bots e automatizadores

Em um outro grupo de uso de inteligência artificial está a inclusão dos bots ou chatbot. Essa aplicação promove a pesquisa e avaliação automatizada em estatísticas e informativos atuais nos meios da Internet e redes empresariais. Tudo o que era realizado de forma manual em muito tempo, agora leva apenas segundos. Ainda melhor, não há impedimento para que esse modelo tecnológico alcance a consulta ao vivo, lá na frente, para qualquer estatística.

Ainda que esse modelo de mecanismo seja, atualmente, o mais utilizado em RH para os setores de recrutamento e seleção, o fato é que a utilização interna em empresas continua aumentando igualmente.

3 – Algoritmos

Outro grupo de inteligência artificial corresponde a um recurso que simplifica e aumenta a eficiência para o RH. É, também, relevante para o setor de recrutamento, mas está sendo usado de modo a aprimorar os procedimentos para gestão de talentos, avaliação de comportamento e ainda People Analytics.

Benefícios para o RH a partir da inteligência artificial

  • Torna decisões e afins mais céleres e destacadas pela eficácia;
  • Promove a aceleração dos meios comunicativos entre a área de RH e outras áreas empresariais;
  • Reconhece de modo fácil os padrões e possíveis tendências;
  • Elabora tipos e projeções amplas e com muito mais precisão;
  • Modifica a tentativa e o erro de modo simples e indolor;
  • Possibilita controlar de forma mais próxima os grandes quadros de colaboradores;
  • Analisa à distância de forma mais eficaz; e,
  • Promove uma comunicação rápida, assim como a propaga.

 

O RH alternar-se para um setor de muito mais importância. As avaliações, relatórios e afins, atualmente, têm a permeação dos meios tecnológicos e informativos em massa, importantes para o resumo de tendências. É preciso um estudo e avaliação dessas tendências, para assim dar início a tomada de decisões relacionadas aos servidores. É assim que a tecnologia da inteligência artificial consegue proporcionar facilidade nas projeções.