Equipes heterogêneas em geral são altamente criativas e inovadoras. Isso porque a multiplicidade de perfis e competências possibilita um olhar mais amplo dentro dos projetos, trazendo soluções mais completas. Equipes multiculturais elevam essa questão a outro patamar.

A partir das oportunidades proporcionadas pelo processo de globalização e pelo uso de tecnologias da comunicação cada vez mais complexas, empresas que possuem equipes multiculturais em seu quadro tem a possibilidade de unir os mais diversos tipos de conhecimentos, perspectivas e experiências e alcançarem resultados extraordinários.

Por outro lado, a diferença entre culturas pode gerar problemas de relacionamento e de comunicação dentro das equipes. Além disso, a percepção sobre prazo e pontualidade às vezes é diferente de uma cultura para outra. Todos esses elementos juntos podem comprometer os prazos de entrega de projetos. Os profissionais responsáveis pela gestão de equipe terão papel fundamental no entendimento e no gerenciamento da diversidade, através de uma comunicação clara e compreensível por todos.

A seguir, apresentamos algumas dicas para gerenciar prazos em equipes multiculturais. É preciso, antes de qualquer coisa, compreender e respeitar as diferenças existentes entre as diversas culturas e garantir que o entendimento seja compartilhado por todos. Veja as dicas a seguir:

  1. Não faça suposições. Na gestão de equipes multiculturais, não suponha que todos compartilham a mesma visão de mundo ou tenham o mesmo entendimento que você. É bem provável que alguém não compreenda completamente o que tenha sido dito ou não assimile a importância de determinadas entregas dentro do prazo que foi combinado. Também pode acontecer de não haver uma comunicação clara por parte de algum integrante da equipe quando algo não estiver caminhando de acordo com o plano inicial.

O ponto de atenção neste caso é abster-se de julgamentos. Não pressuponha que as pessoas estejam agindo de forma desonesta, enganosa ou displicente. Utilize a comunicação como ferramenta para proximidade e melhor entendimento da situação. Você conhece o modelo de Conversas Cruciais? Ele pode ser bastante útil nessa conversa com uma equipe multicultural. O modelo consiste em apresentar os fatos de maneira objetiva e isenta de julgamentos, fazer perguntas, conversar para chegar a uma solução. Veja um exemplo:

“Quando eu lhe disse que era importante ter a atualização de status até sexta-feira ao meio-dia, eu esperava que fizesse tudo o que tinha que fazer e me enviasse até esse horário, para que eu tivesse duas horas para analisar o relatório antes de ir para a reunião com a diretoria. Quando você enviou para mim às 13:50, após eu entrar em contato com você várias vezes, senti uma grande dose de estresse, porque eu tinha tempo limitado para rever e encaminhá-lo a todos os Diretores. O que aconteceu que lhe impediu de enviar a atualização no prazo solicitado?”

Com esse tipo de diálogo, será possível identificar o modelo de pensamento do colaborador, ajudando você a elaborar de forma diferente os próximos pedidos de entrega.

  1. Deixe clara a estrutura de tempo. Quando você fala, para uma equipe multicultural, que a apresentação precisa ser entregue “até o final do dia”, algumas pessoas poderão entender que a entrega deve ser feita até às 18h. Outras pensarão que tem até meia noite para entregar, ou ainda que a apresentação possa ser enviada até a manhã do dia seguinte. No caso da entrega ter um prazo rígido, é necessário fazer uma declaração explícita de tempo e mostrar os impactos do atraso.
  2. Adicione tempo extra em seus projetos. Independente do tipo de projeto, planejar o cronograma com certa margem de tempo pode ser o diferencial para que ele se mantenha aderente até sua finalização. Ao realizar a gestão de equipe em um projeto multicultural, essa margem irá permitir a correção de desvios ocasionados por possíveis falhas na comunicação.
  3. Avalie o trabalho frequentemente. Fazer a gestão de equipe com diferentes culturas requer um cuidado maior em relação ao acompanhamento dos projetos. Ao invés de perguntar sobre o status do trabalho, peça que o colaborador lhe mostre o quanto já evoluiu na entrega. Em projetos mais complexos, é possível criar uma lista de entregáveis em cada etapa.

A gestão de prazos em equipes multiculturais é um grande desafio. Ao conseguir compreender a perspectiva de cada colaborador e estabelecer uma comunicação que seja clara para todos, você terá mais chances de atingir os objetivos de cada projeto.